Sicredi MEI – para empresas

Publicidade

Você que pretende iniciar o seu próprio negócio, mas não sabe a forma certa de fazê-lo. Depois desse texto tenha a certeza de que sairá pronto para começar a encarar o empreendedorismo do jeito certo.

Muitos jovens têm explorado esse novo ramo dos negócios – que já não é tão novo. De acordo com levantamento realizado pela empresa HeroSpark, cerca de 60% das pessoas com até trinta anos querem e têm o desejo de abrir a própria empresa.

Publicidade

Por isso, é muito importante formalizar o seu serviço, justamente para não precisar de maiores burocracias no futuro. A Sicredi, por exemplo, desenvolveu um projeto ideal para os Microempreendedores Individuais. Mas antes de apresentá-lo, precisamos entender quem pode ser MEI.

Veja os requisitos necessários à categoria:

Publicidade
  1. Não pode ter outra empresa em seu nome;
  2. Não pode ter ou abrir filial;
  3. Não pode ser, ou tornar-se sócio ou administrador de outra empresa;
  4. Obter um faturamento anual (bruto) de, no máximo, R$81.000,00.

E, mais: muita atenção! Não se esqueça de verificar se a sua atividade está incluída entre as mais de 460 funções de microempreendedores, como, os exemplos de: costureira(o); fotógrafo; pipoqueiro; artesão. Confira aqui.

Logo, partimos às perguntas mais frequentes:

Quais são os direitos dos Microempreendedores?

Ao se tornar MEI, você consegue ser uma Pessoa Jurídica sem custos, já que, na prática, há uma série de possibilidades de conquistar e negociar linhas de crédito, além de opções de financiamento diferenciadas, valendo-se do quanto produz e rende a sua microempresa.

Alguns dos benefícios são:

  1. Tributação: os custos mensais como: INSS, ISS e ICMS, são fixos e reduzidos. E, também você pode emitir a nota fiscal aos compradores;
  2. Previdência: o MEI detém de aposentadoria por idade, isto é, cujo tempo de contribuição seja de 180 meses. Bem como o direito a aposentadoria por invalidez e auxílio-doença, mas desde que tenha contribuído, ao menos, com 12 meses;
  3. Salário Maternidade: para solicitar é necessário acessar um dos canais de atendimento, seja o online, ou o presencial. Esse salário é pago pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

 Quais são os custos?

Realizando a formalização do seu negócio não há qualquer custo. Entretanto, para manter a funcionalidade da empresa regularizada é preciso pagar um valor fixo mensal, a partir do tipo de atividade que você exerce. Segundo o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), os valores são:

Tipo de atividadeValor
Comércio ou IndústriaR$ 61,60
Prestação de ServiçosR$ 65,60
Comércio e ServiçosR$ 66,60

Como funciona a declaração de Imposto de Renda?

Enquanto pessoa física, o imposto de renda precisa ser declarado com base em seus rendimentos e hipóteses estabelecidas pela Receita Federal. Agora, ao constituir MEI, o empreendedor deve atender a condição especial de ter recebido lucros tributáveis iguais ou superiores ao montante de R$28.559,70, ao longo do ano.

Dessa forma, o MEI precisa ficar atento aos balanços da empresa, justamente para verificar se os seus rendimentos entram na margem de obrigatoriedade da declaração.

Se você já é um MEI, ou vai se tornar um, saiba que tem a obrigação de realizar a Declaração Anual de faturamento Simples Nacional (DASN – SIMEI).

Site: Sicredi

Como abrir MEI e ser associada ao Sicredi?

Para formalizar-se basta:

(i) acessar o portal do governo federal;

(ii) entrar com sua conta, ou criar;

(iii) inicie o procedimento de formalização inserindo os dados necessários (título de eleitor ou a última declaração do imposto de renda);

(iv) após, verifique na prefeitura de sua região se é preciso mais alguma formalização; e pronto.

A MEI no Sicredi é essencial para solucionar questões financeiras. Eles oferecem cerca de R$3,1 bilhões em resultados que geram rentabilidade aos associados.

Tendo em vista o seu modelo de cooperativismo, garantem diversos recursos para investimentos na sua região, ampliando a economia local. Para saber mais, acesse o Site Oficial.