Previdência Individual – Sicredi

Publicidade

Você já pensou em realizar uma previdência individual? Sem utilizar o famoso FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), as suas chances de se aposentar com uma grana a mais torna-se mais palpável, além de ser uma escolha inteligente, pois amplia as suas experiências.

A Sicredi pensando no seu futuro, desenvolveu uma previdência privada de forma individual. Oferecendo diversos planos com baixas taxas de administração, bem como taxa zero de carregamento.

Publicidade

Se você se sentir tentado, não custa nada fazer a simulação, acesse o site oficial.

A cooperativa apresenta os seguintes benefícios ao contratar a previdência privada:

  1. Coberturas adicionais: caso queira incluir alguma pensão, renda por invalidez ou pecúlio. O banco oferece e disponibiliza ao consumidor a possibilidade de alteração de acordo com o seu estilo de vida.
  2. Tranquilidade: você é livre. Escolha o valor, o tempo e o modo de contribuição. E, mais: decida quando começará a receber a sua renda complementar.

Atenção: o valor mínimo de contribuição mensal será de R$50,00 para os planos PGBL e VGBL (como veremos adiante).

Publicidade

3. Flexibilidade: a cooperativa apresenta dois planos de previdência, sendo o Plano Gerador de Benefício Livre, e o Vida Gerador de Benefício Livre. Você pode escolher o que melhor se encaixa à sua vida.

A seguir, confira as condições de ambos os planos:

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE (PGBL)VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE (VGBL)
Recomendado para quem declara o Imposto de Renda direto pelo formulário completo. Isto, porque, o valor aplicado no ano poderá sofrer redução da base de cálculo, quando de ajuste anual do Imposto. Chegando até 12% da renda bruta. Haverá incidência do imposto durante o período de recebimento dos recursos sobre o montante da renda recebida, ou ainda, em cima do total do resgate. De acordo com a legislação vigente.Trata-se de uma opção inteligente para quem declara o Imposto de Renda pelo formulário simplificado. Aos que não declaram, ou ainda aos que já atingiram o limite máximo de dedução fiscal. Essa será a opção correta, uma vez que o valor não é dedutível da base do IR. Haverá incidência do imposto somente quando você receber ou resgatar recursos. De acordo com norma vigente.

Para conquistar a sua previdência privada, será necessário seguir três simples passos:

  • Em primeiro lugar, você deve escolher entre os planos apresentados anteriormente;

  • Em segundo lugar, visando a flexibilidade, a Sicredi solicita que o cliente escolha qual a tabela de tributação se aperfeiçoa mais ao seu perfil. Vamos a elas:
TABELA PROGRESSIVATABELA REGRESSIVA
Preferencialmente utilizada por quem está próximo de se aposentar, ou também de quem possui renda mensal com isenção do Imposto de Renda. No momento do resgate, o imposto cobrado será de 15%, independendo o prazo de contribuição. Assim, poderá sofrer reajuste na sua declaração anual.Destinado aos que pretendem acumulação maior, ideal para investimentos de longo prazo. Diferente da outra tabela, pois o imposto será cobrado no momento de resgate, mas ao tempo de cada contribuição. Logo, não será reajustado na sua declaração anual.
  • Em terceiro lugar, defina para qual fundo investidor o seu dinheiro recairá.

A Sicredi dispõe de muitas opções, caso queira as conhecer, acesse, e confira as oportunidades.